Está Autorizada a Cópia de Conteúdos deste Site, mediante citação da Fonte: www.ijuiempauta.com.br.

O AI-5 (Ato Institucional Número 5) estava em vigor. Muitas mães perdiam seus filhos, que só quiseram defender seus irmãos da força repressiva da época; uma das mães foi Conceição.

 

Conceição...

Quem me dera fosse Ana, ou simplesmente Bibiana!

Importa? Seu filho era tão seleto, não teve mais seu afeto.

Era mês de primavera, que sol bonito que era.

Foi em setembro primeiro, foi injusto, traiçoeiro!

Na companhia do irmão chamaram-no neste dia

Já na época existia abuso de poder e em vão,

Conceição, mãe que pedia, depor na delegacia?

Basta apenas seu irmão. O caçula não iria, não!

Cravaram em Conceição um punhal no coração.

Sua mãe dizia eu vi! Balearam José Sadi!

A polícia não entende. É bruta, não compreende.

Mataram um inocente, que coisa mais indecente!

Se fosse um José Terra, cairia ele por Terra?

Foi abuso de poder! Só rico para esclarecer.

Acontece todo o dia: ontem, hoje, sempre AI.

Resta a esperança no “amanhã vai ser outro dia”.

Sei que a justiça tarda; mas, não falha.

Ou falha? Não fala! Cala.

 

Baseado no livro Travessia no Tempo e no Vento  – Maria Eli Braga Mannrich 

Edi. Insular, Florianópolis, 2015

Anunciantes:

Clima em Ijuí

 

Impostômetro


Veja quanto você já pagou de tributos do início do ano até agora, no país e só no estado.